Início > Sem categoria > Novos saltos na luta operária jogam à direita o governo Evo Morales

Novos saltos na luta operária jogam à direita o governo Evo Morales

por Javo Ferreira (da LOR-CI, organização irmã da LER-QI na Bolívia)

 

No momento em que escrevemos estas linhas, já dura uma semana as intensas mobilizações em todo o país convocadas pela Central Obrera Boliviana (COB) que, com recorrentes detonações de dinamites e enfrentamentos com a polícia em La Paz, exigem um aumento salarial de 15% e a queda do decreto 21.060 (decreto que permitiu a privatização das empresas e a flexibilização do trabalho) e expressam a negativa a que o governo do MAS tome o controle dos aportes à seguridade social de dezenas de milhares de trabalhadores. Essas mobilizações se dão no marco da declaração de greve geral por tempo indeterminado que é acatada por milhares de trabalhadores da Caixa Nacional de Saúde, hospitais e médicos, magistério rural e urbano, além das universidades e estudantes secundaristas. Os mineiros e trabalhadores fabris, apesar de estarem nas ruas, não se somaram à greve. A luta operária que está em marcha, apesar do papel oficialista da burocracia sindical, é o resultado da inflação desenfreada depois do gasolinazo de dezembro passado e que provocou o aumento da cesta familiar em porcentagens superiores aos declarados pelo governo. O desgaste acelerado do MAS assim como o crescente mal-estar nas fileiras de trabalhadores, está impedindo a assinatura de um acordo salarial que a burocracia de Pedro Montes tentou realizar no domingo passado colocando em evidência que a mobilização escapou de suas mãos. Frente ao fracasso da repressão de ontem e hoje, o governo, para frear a tendência à mobilização de diversos setores de trabalhadores, anunciou a realização de contra-atos encabeçada pela confederação camponesa (CSUTCB) e a CONALCAM a partir da próxima segunda, tratando de recuperar terreno e por limites às mobilizações operárias. A técnica de apoiar-se nas mobilizações camponesas para enfrentar os operários e trabalhadores assalariados é uma técnica reacionária que tentaram colocar em marcha diversos governos. No entanto, é uma decisão bastante perigosa já que também vários setores camponeses sofreram com o aumento dos preços e colheitas ruins, e o controle das baeses por parte das burocracias agrárias se encontra debilitado. Recorrer a esta medida extrema pode transformar-se em um boomerang perigoso para a estabilidade do governo, se estas bases às quais apela decidem não ir contra as marchas da COB. Desde a LOR-CI, temos insistido na necessidade de reagrupar os setores combativos que já vinham lutando antes da burocracia convocar a greve geral indefinida, em uma intersindical articulada pelos professores de La Paz e a CSN assim como os trabalhadores de diversas empresas mineiras e fabris que vêm lutando por salários e por estabilidade trabalhista. Lamentavelmente, este reagrupamento não surgiu por completo, dando vantagem à burocracia de Montes que tenta controlar o descontentamento. Acreditamos que estamos em momentos chave da luta, nos quais existe uma enorme chance de que a mesma seja levantada ponto em risco os postos de trabalho de milhares de trabalhadores da saúde da CSN e dos hospitais. É necessário que os setores avançados dos trabalhadores impulsionem a unidade dos que querem lutar e que coloquemos em marcha o que muitos trabalhadores chamam de “pacto intersindical” com métodos democráticos baseados em assembleias e com delegados madatados. Esta é a única maneira não apenas de evitar que a burocracia sindical traia a luta, mas também de começar a forjar um ponto de referência para o próximo Congresso da COB contra a burocracia, contra os patrões que tem muitos lucros com a alta dos preços e contra o governo do MAS que vem atuando como garantidor dos negócios burgueses.

 

Categorias:Sem categoria
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: