Início > Sem categoria > Carta aberta ao Partido Obrero, à Izquierda Socialista e aos partidos aderentes à Frente de Izquierda e de los Trabajadores

Carta aberta ao Partido Obrero, à Izquierda Socialista e aos partidos aderentes à Frente de Izquierda e de los Trabajadores

Comunicado de imprensa do PTS (organização irmã da LER-QI na Argentina)

 

Compaheiros: é um fato que a constituição da Frente de Esquerda e dos Trabalhadores se converteu num acontecimento político entusiasmante para importantes parcelas de trabalhadores, intelectuais e estudantes de todo o país. Pela primeira vez desde o fim da ditadura, em 1983, haverá uma chapa presidencial da esquerda que defende a necessidade da independência política dos trabalhadores diante da disputa dos blocos capitalistas.

A oposição burguesa e centro-esquerdista mingua diante de um governo que se sustenta com a coalisão da figura da presidente com a burocracia sindical, com os prefeitos direitistas e os governadores do PJ [Partido Justicialista – peronista]. Para importantes setores dos trabalhadores que começam a defender a necessidade de superar a burocracia sindical e veem com simpatia os novos delegados e ativistas que a enfrentam com o “sindicalismo de base” – a FIT começa a se converter numa alternativa para avançar da luta sindical à luta política contra a burguesia e seus representantes. A rápida reação de centenas de intelectuais que assinaram aderindo à Frente, delimitando-se da “miséria do possível” na qual cairam vários de seus colegas, como os que integram a “Carta Aberta”, e a constatação de que no estudantado combativo ou progressista a FIT começa a ser um verdadeiro acontecimento é apenas o início de um caminho a percorrer.

Como já adiantamos aos companheiros da direção do PO e da Izquierda Socialista na reunjião de hoje, o PTS defende que as correntes políticas que impulsionamos esta inédita Frente de Esquerda devemos construir, sem demora, em todos os lugares de trabalho, estudo e bairros populares comitês de base, amplos e unitários, da FIT. Comitês onde participem as e os militantes do PO, do PTS, da IS e das agrupações que aderiram à Frente, criando um canal para todas e todos aqueles companheiros independentes que queiram contribuir com ideias e militância para que a FIT avance para além das fronteiras de nossas organizações. Temos nas mãos a possibilidade de forjar uma potente força militante que supere largamente a militância dos grupos ligados ao governo, com seus milhares de profissionalizados pelo Estado, para nem falar das raquíticas ou nulas forças militantes da oposição de direita, do centro-esquerdismo K ou do pinosolanismo. Uma força militante na qual surjam todo tipo de iniciativas não apenas a partir das nossas organizações mas também das e dos companheiros independentes que se somam à construção da Frente para derrubar a barreira proscritiva das primárias de Agosto e daí poder postular nossos candidatos em Outubro. Construindo agora mesmo estes comitês estaremos gerando espaços para fluir toda a criatividade dos setores mais avançados do movimento operário e estudantil.

Assim, companheiros, propomos realizar eventos unitários em cada local, sindicato, faculdade ou escola, como atos, palestras com os candidatos, atividades de difusão unitárias, pixações, colagens, projeções e todas as iniciativas que surjam em cada comitê. Mãos à obra.

24/05/2011, Comitê Executivo do PTS

Categorias:Sem categoria
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: